Agências oficiais oferecem cardápio variado de programas de intercâmbio gratuitos

Agências oficiais oferecem cardápio variado de programas de intercâmbio gratuitos

Cedê Silva, Especial para o Estadão.edu
 
 
Todos os intercambistas felizes se parecem, mas os que viajaram e estudaram de graça são felizes à sua maneira. Costumam expressar gratidão pelo apoio de governos e sabem que o povo que os recebeu ajudou a pagar pela experiência.

A pesquisadora Emly Costa, de 38 anos, fez mestrado em planejamento urbano em Roterdã, na Holanda. O Netherlands Fellowship Programme (NFP), patrocinado pelo governo, pagou as mensalidades, livros e passagens aéreas - inclusive as da viagem ao Brasil no meio do curso, para o trabalho de campo.
Para quem planeja fazer o mesmo, Emly recomenda inscrever-se com muita antecedência. Há bolsas ainda melhores que a dela, que não cobria alimentação e moradia. Informações sobre universidades na Holanda são organizadas por um órgão do governo, o Neso (http://nesobrazil.org/). Para achar bolsas, o diretor do Neso, Remon Boef, recomenda o site grantfinder.nl. “É importante para o país atrair jovens talentosos e criar uma turma internacional, com uma boa mistura de culturas e ideias”, afirma.


Para ler a matéria completa clique aqui.



Onde achar bolsas oficiais


Fonte: http://www.estadao.com.br