O que eu vou ser quando crescer ?

“O que eu vou ser quando crescer?”
“O que eu vou ser?”
“O que eu quero ser?”


Escolha difícil.
Inevitável.
Nervosa.
Escolha difícil – Opções variadas, cursos novos chegando a cada dia, opções que ora aumentam a nossa insegurança, nos fazendo rever a nossa primeira opção, ora nos dão a certeza do que queremos ser.
Inevitável – O adolescente se prepara para a idade adulta e com as transformações físicas e psicológicas característica dessa fase aliadas à pressão exercida pelo meio social e familiar sobre o jovem em sua escolha profissional, vem a tradicional e por que não dizer “secular” pergunta:
“O que você vai ser quando crescer?”
Esta pergunta acompanha você desde a infância, quando seus parentes o questionavam e você se arriscava dizendo que seria advogado como o pai ou médica como a mãe, ou astronauta, He Man, Garota Superpoderosa, Professora etc.
Afinal de contas, havia muito tempo pela frente e você voltava a fazer o que mais gostava: brincar.
Agora a pergunta volta de maneira diferente, mas tão desafiadora quanto antes:
“O que eu vou ser? ”E não tem mais como escapar.
É, meus caros, não tem jeito, o negócio é decidir.
Nervosa – Diante de um cenário colorido de opções profissionais, a sua tensão aumenta.
Afinal, você possivelmente vai escolher 1 ou 2, talvez 3, quem sabe 4 profissões....
Une-duni-tê.
Salamê minguê.
O sorvete colore.
O escolhido foi você!
Assim não dá, né?
Afinal, “O que eu quero ser?”
E agora?
Bem-vindo ao mundo!
Entra em cena o Orientador Profissional, que poderá ajudá-lo neste momento de indecisão.
Este profissional o auxiliará com instrumentos desenvolvidos para esta finalidade e entrevistas que o ajudarão em seu autoconhecimento, proporcionando uma escolha adequada ao seu perfil.